segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Espetáculo ‘O Menino Gigante’ do Teatro da Neura é contemplado com prêmio do PROAC e circula pelo interior de SP


A peça começa a circular em Fevereiro deste ano

Em agosto de 2016 o público do Teatro da Neura conheceu a saga heroica de Bárbara, a única a nascer sozinha em uma família onde todos nascem em par. Além disso, engravida de um marido morto, de um filho homem, numa família onde todas nascem mulheres. Para completar o menino nasce gigante e sua missão dada por Deus é que ela faça com que a cabeça da criança chegue ao céu antes do fim de "dez fevereiros".

Agora, a partir de fevereiro de 2019, essa estória será levada para o grande público a partir do prêmio do “Programa de Ação Cultural (PROAC) – Circulação” que contemplou diversos grupo da capital, interior e litoral do Estado de São Paulo.

A primeira cidade a receber o espetáculo Menino Gigante será Mogi das Cruzes; em seguida, Jundiaí. Ainda em fevereiro, Araraquara encerra a circulação do mês. Do litoral paulista, Caraguatatuba, que receberá a peça em março, assim como em Poá. Por fim, Suzano, cidade sede do grupo, recebe a apresentação no Espaço N de Arte e Cultura e no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré.

OFICINAS
O grupo ainda oferecerá uma oficina sobre Realismo Fantástico em cada cidade que a peça for apresentada
Para ficar por dentro dos detalhes das apresentações basta acompanhar a página do grupo no Facebook.

Confira agora as datas e as cidades onde serão realizadas as apresentações:

Dia 03 de Fevereiro (domingo) - Mogi das Cruzes 
Dia 10 de Fevereiro (domingo)- Jundiaí 
Dia 16 de Fevereiro (sábado) - Araraquara 
Dia 10 de Março (domingo) - Caraguatatuba 
Dia 17 de Março (domingo) - Suzano
Dia 24 de Março (domingo) - Poá 
Dia 06 de Abril (domingo) – Suzano no Espaço N de Arte e Cultura


sexta-feira, 5 de outubro de 2018

O VOTO PARA A LIBERDADE






Foto de Fabrício Augusto do espetáculo "Antígona" do Teatro da Neura

O grupo está como muitos que seguem no campo progressista e que lutam diariamente para convencer os próximos a se afastar do candidato fascista. Há nisso um espírito de combate diário contra as "fake news" espalhadas diariamente pelas redes sociais principalmente pelo whatsapp. E agora a ideia é seguir para o segundo turno na guerrilha. Para isso temos dois candidatos que estão sim travando juntos essa luta.



Haddad 13 (PT)

Apesar do anti petismo sendo trabalhado desde a primeira eleição de Lula em 2005, com certeza foi o único partido que, ao chegar ao poder, conseguiu colocar o Brasil em outro patamar econômico, social, nacional e internacional. 

Sim, o partido errou demais e cometeu equívocos q não deveriam ter sido cometidos.
Mas é ele que ainda está no imaginário de milhões de pessoas e a candidatura do Haddad é sim uma candidatura que enfrenta o golpe diretamente, que escancara as injustiças cometidas durante todo o processo que antecedeu o período eleitoral contra o Lula e os milhões de eleitores que estão botando o Haddad no segundo turno merecem respeito pela coragem do enfrentamento.

Votar no Haddad e ter como vice a Manuela é votar sim para o enfrentamento daqueles que querem insistir no golpe e colocar o povo brasileiro no mais profundo grau de pobreza. 
Votar no Haddad e ter como vice a Manuela é a esperança de milhões e com a esperança de milhões não se brinca

A escolha é para frente. A escolha é corajosa e requer sangue frio e capacidade de diálogo com os dispostos



Ciro 12 (PDT)

Ciro Gomes se apresenta como uma liderança do campo progressista com maiores chances de combater a candidatura fascista do PSL caso chegue ao segundo turno, já que não carrega na costas o peso do anti-petismo.

Afastar o monstro do totalitarismo de direita se faz urgente.

Além disso Ciro se comprovou um gestor público de muito sucesso em suas experiências como prefeito, governador e ministro além de se posicionar fortemente contra o entreguismo da agenda neo-liberal, defende o desenvolvimento nacional, a ciência, educação, cultura, entre outros.

Claro que seria um sonho nosso uma candidatura Haddad/Ciro ou Ciro/Haddad mas o caos político causado pela justiça brasileira não possibilitou tal articulação.


Agora é ainda lutar por cada voto a favor da democracia, contra as mentiras e pela liberdade.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

SENADOR É BICHO ESQUISITO


Senador é bicho esquisito. O único cargo eletivo com mandato de 8 anos. Cada estado mais o DF tem 3, mas que são eleitos em regime de revezamento: há cada 4 anos, elegemos um ou dois. Esse ano são dois. Por sorte ou por azar.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

NEGROS NA ALESP E ALTERNÂNCIA DE PODER


O Estado de São Paulo é duro, cruel, violento e desigual. Na ALESP existem poucos lutadores que, sozinhos, tentam a todo custo barrar a força conservadora que insiste em se estabelecer por aqui.